Início » Imprensa » Notícias » Escolha pela fatura digital reduz o consumo de papel e contribui com o meio ambiente

Imprensa

Notícias

Escolha pela fatura digital reduz o consumo de papel e contribui com o meio ambiente

15/05/2019

Com o desenvolvimento tecnológico, as empresas têm investido cada vez mais em ferramentas que aproximam o cliente ao serviço, proporcionando mais agilidade e independência nos procedimentos. Pensando nisso, a Tubarão Saneamento, responsável pelos serviços públicos de água e esgoto da Cidade Azul, passou a disponibilizar a Fatura Digital. A atitude reforça a responsabilidade da Concessionária com o meio ambiente e propõe aos clientes uma opção prática, segura e sustentável.
 
Para passar a receber todos os dados de pagamento pelo e-mail, sem correr o risco de perder ou extraviar a fatura, basta atualizar o cadastro no site http://www.tubaraosaneamento.com.br/sua-conta/atualize-seu-cadastro e escolher a opção da fatura digital. A leitura continuará sendo realizada normalmente de forma presencial, porém, a partir da escolha, não será impressa.
 
Para se ter ideia da quantidade de papel utilizada na emissão deste tipo de documento, somente em um ano, a Concessionária consome 108 mil metros. Conforme a diretoria da Tubarão Saneamento, esta escolha deve partir de cada cidadão e é mais um passo para contribuir com o desenvolvimento do município. "Muitos já estão habituados a realizar pagamentos pela internet. A Fatura Digital de água vem para contribuir com esses cidadãos, que tem o interesse em ajudar o meio ambiente e, ao mesmo tempo, ter a rotina de pagamentos facilitada", explica.
 
Conforme um levantamento do Panorama de Resíduos Sólidos, em 2018, foram produzidos 78,4% de resíduos sólidos urbanos em todo o Brasil. Deste total, cerca de 6,9 milhões de toneladas não foram destinadas corretamente. Entre esses materiais, podem ser encontrados: plástico, vidro, metal, papel e matéria orgânica. O tempo de decomposição pode variar, para o vidro estima-se mais de mil anos, já o plástico 400 anos e o papel de três a seis meses para desaparecer por completo.
 
O fato é que independente do quanto dure, a maioria desses materiais tem impacto direto não só no meio ambiente, mas também no dia a dia de toda a população. Além de aumentar a poluição do solo e do lençol freático, o descarte incorreto do lixo, como em vias públicas ou terrenos baldios podem ocasionar alagamentos, pois impedem o escoamento rápido da água da chuva. Esta ação ainda prejudica a saúde e a qualidade de vida dos cidadãos com o favorecimento às doenças e proliferação de insetos e roedores.

Em caso de dúvida entre em contato pelos telefones 0800 648 9596 ou no WhatsApp (48) 99168-5827.

Fonte: Assessoria de Comunicação